Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘biologia’


Qual é o seu grupo de flora intestinal ?

Pode parecer uma pergunta estranha, né ? Mas ela será feita pelo seu médico em alguns anos. Para responder, primeiro temos que entender.

Nosso intestino, ou melhor, nosso corpo todo é colonizado por bactérias, que trocam favores com a gente. Em uma simbiose , muito bacana, a gente dá a elas casa e comida ( quem sabe rouba lavada?) e as bactérias nos fornecem proteção, vitaminas e boa digestão. Entre outras coisas.

No intestino , essas bactérias são chamadas de flora intestinal. A novidade é que foi descoberto 3 tipos diferentes de flora intestinal em humanos. Dependendo do tipo de flora intestinal, você pode pertencer a um tipo. Quase como se fosse um tipo sanguíneo ( A, B , AB ou O). Os cientistas descobriram que , dependendo da pessoa, nossa flora intestinal pode ser dividida em: ”predominância de Bacteroides” ou “predominância de Prevotella” ou “predominância em Ruminococcus” .

O mais interessante é que essa predominância parece não depender do local onde se vive, do sexo, da idade ou da cor de pele. O que se acha é que o bebê é colonizado por todos esses grupos e que, com o passar do tempo, um grupo “ganha” a predominância. E é isso que tem que ser melhor estudado. Entre outras coisas, é claro!

O impressionante também é que temos mais bactérias ( seres unicelulares ) no nosso corpo que  células nossas. São cerca de 10 trilhões de células, que cada pessoa carrega consigo, contra mais de 300 trilhões de bactérias de todos os tipos. O que não é ruim! Sem as bactérias , a gente nunca sobreviveria. Mas as bactérias, com seu alto poder de adaptação, certamente sobreviveria sem a gente. Que coisa, né ?

E o médico? No futuro, seu médico vai poder receitar antibióticos ou até mesmo de orientar em uma dieta dependendo do tipo de grupo da sua flora intestinal. E isso será muito mais eficaz do que hoje em dia. Que coisa bacana!

Para saber mais , clique no link: http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/905599-estudos-relacionam-obesidade-a-flora-intestinal-ruim.shtml

Read Full Post »


São na verdade plantas insetívoras , pois capturam insetos. Mas qual é a razão destas plantas fazerem isso ? Vamos ver?

Imagine que você é um inseto e vê uma planta com umas gotinhas muito bonitas, que parecem alimento , perecem mel… Você será atraído(a) para lá, mas não sabe que as gotinhas são grudentas e irão lhe capturar. As folhas se fecharão em cima de você e, então, será digerido bem devagar. Filme de terror ? Talvez, para alguns insetos sim.

As plantas insetívoras fabricam seu próprio alimento pela fotossíntese ( são autotróficas), no entanto o solo onde essas plantas ocorrem não possui nutrientes que suprem todas as necessidades. Estes solos são, em sua maioria, pobres em nitrogênio. E as plantas insetívoras capturam insetos para ter esses nutrientes.

Essas plantas são pequenas, ao contrário que todos pensam a maioria tem 15 cm de altura. As maiores podem alcançar 2 m de altura, mas não engolem pessoas. São conhecidas cerca de 450 espécies de insetívoras, que apreciam lugares úmidos e terrenos pantanosos.

O processo de captura pode variar de espécie para espécie. A dionéia (olhe a foto acima) captura insetos do jeito que expliquei no início. Outra espécie drosera , somente deixa o inseto ser atraído pelas gotinhas que o prende como uma cola. ( Veja figura abaixo)

Outros grupos, como asnepentessarracênias, têm na extremidade da folha uma grande urna que se enche de uma substância líquida. Quando o inseto vai beber esse líquido, fica preso na urna onde é digerido.

Conheça alguns grupos :

  • Nepenthes (Nepenthaceae) – originárias de Madagascar, Índia, Austrália e Sudeste Asiático.
  • Dionaeas (Droseraceae) – popularmente conhecidas como “papa-moscas”, são facilmente encontradas nos EUA e no México.
  • Drosera (Droseraceae) – gênero muito comum no Brasil, principalmente em São Paulo, Bahia, Minas Gerais e Rio de Janeiro.
  • Sarracenia (Sarraceneaceae) – são encontradas no leste dos EUA, em regiões pantanosas.
  • Utricularia (Lentibulariaceae) – existem várias espécies difundidas por todo o território brasileiro. A espécie mais comum é conhecida como boca-de-leão ou violeta-do-brejo.

Agora, você conhece melhor essas plantas estranhas  e curiosas.

 

Read Full Post »


Síntese da aula sobre Interação Gênica para alunos do 3o ano do Ensino Médio:

Read Full Post »


Caros leitores, tento sempre conversar com meus alunos, há anos uso as ferramentas e TICs de ensino à distância para me aproximar de alunado distante de mim, as redes sociais me auxiliam e com a utilização delas é que me deparo com algumas práticas que são perniciosas e devemos atentar e alertar aos pais e professores que detectem por aí para que não vitimizem alunos ou mesmo causem transtornos maiores às famílias envolvidas.

Trata-se de um fenômeno que é comum, mas não deveria, a criação de personagens, fakes, pessoas que se fazem passar por outras, pessoas que usam do anonimato para se aproximar de outras se fazendo passar por alguém muito querido ou mesmo para atacar pessoas…

Cuidado, isso é doença e precisa ser combatida e quando detectada bloqueada.

Leiam os artigos abaixo e cuidem para que não ocorra com você a proximidade de indivíduos que sejam doentios ou mesmo usem práticas dessas para se aproveitar aqui pela internet.

Cuidado!

Ahhh…os famosos ‘termos técnicos’…como eles simplificam tudo….

http://starofthemorning.spaceblog.com.br/682350/Pseudolalia-Doenca-da-mentira/

http://es.wikipedia.org/wiki/Mitoman%C3%ADa

Caderno R Mulher

via Pseudolalia – Doença da mentira e Mitomania – Quem acredita nas próprias mentiras….

Read Full Post »


Caderno R Mulher

via ELA – Esclerose Lateral Amiotrofica por Maurício (@maozero).

http://goo.gl/8lVTr => um artigo importante sobre: ELA – Esclerose Lateral Amiotrofica por Maurício (@maozero)

Read Full Post »


Sobre vírus e fungos.

Com respostas e comentários:

Read Full Post »


Lista de exercícios para o Ensino Médio sobre Botânica. Para baixar e fazer!

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: