Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘experiências’ Category


Eu e um companheiro de turma do Mestrado de Ensino de Química, no IQ-UFRJ lemos, trabalhamos e apresentamos seminários na disciplina “Conceitos Fundamentais de Química” sobre o artigo sobre a propriedade da “luminescência” de algumas substâncias que está ligado à teoria atômica, no caso o modelo de átomo de Bohr, como apresentado no próprio artigo da Revista Química Nova na Escola, da Sociedade Brasileira de Química (QNesc, SBQ) http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc19/19-a12.pdf.

Quando apresentamos o seminário com a nossa sugestão de aula, foi muito debatido e criticado. Tirando os erros cometidos, aquelas indagações me causaram uma inquietação e grande desafio: o de tentar aplicar em sala de aula tais práticas sugeridas pelo artigo.

Vi muitas postagens em instagram, youtube, facebook o que me ajudaria para os alunos se interessarem e buscarem com facilidade os roteiros. Os materiais não eram difíceis, nem caros e o acesso do aluno a eles era simples. Pensei, então: vou lançar o desafio quando começar a introduzir o assunto de modelos e a ideia filosófica e histórica da evolução dos modelos atômicos.

Foi exatamente o que fiz, e a primeira experiência com a tentativa foi bárbara. Pois 4 turmas se organizaram de apresentarem juntas e fomos até a quadra da escola, onde levaram seus produtos já feitos ou pré-prontos e salgadinhos, refrigerantes e alguns colocaram até música do celular. Eles ficaram comigo e 2 professores que trocaram os tempos comigo e cederam os meninos para mim e até participaram de alguma forma da atividade.

Foi bonita, divertida e eles se interessaram muito. Muitos pesquisaram, me passaram o roteiro e ainda parte da teoria do que acontecia em cada experimento-produto. Tudo organizado por eles. Achei muito bacana.

Vamos aguardar o resultado da 1005 e 1006. Eu acho que será muito positivo também!

Seguem vídeos e fotos do “evento”:

20150521_185738 20150521_185742 20150521_185750 20150521_185905 20150521_185909 20150521_190003 20150521_190120 20150521_190246 20150521_190436 20150521_190704 20150521_190731 20150521_190748 20150521_190829 20150521_190929 20150521_190956 20150521_191021 20150521_191029 20150521_191035 20150521_192152 20150521_192154 20150521_192906 20150521_193212 20150521_193432 20150521_193454 20150521_193501 20150521_193508 20150521_193513 20150521_193548 20150521_193552 20150521_193557 20150521_193604 20150521_193725 20150521_193737 20150521_193753

Read Full Post »


Read Full Post »


O informativo completo do Instituto de Química da UFRJ pode ser baixado aqui:

Informativo IQ – Julho 2011

As fotos da atividade, na turma 2004 (2º ano do nível médio) no C E Bahia estão no Flickr, e podem ser apreciadas aqui no link a seguir:

Aula Iogurte

Read Full Post »


CRIANÇA NÃO É BRINQUEDO
DISQUE DENUNCIA
0800 31 11 19
0800 99 05 00
100

…Combate pela rede:
http://www.observatoriodainfancia.com.br/
www.cedeca.org.br
http://www.safernet.org.br/
http://www.mp.rs.gov.br/infancia/pedofilia
http://www.censura.com.br/
http://www.dpf.gov.br/
http://www.prsp.mpf.gov.br/
http://www.unicef.org.br/

Vamos lutar para que essa guerra chegue ao final.

Read Full Post »


Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Divulgue:

#forçaanaluiza #pegamedula http://bit.ly/gR5TwX @_forcaanaluiza_ menina de 7 anos que precisa de sangue / câncer raro

Repostagem da TV Brasil

Mobilização nacional #forçaAnaLuiza #doesangue #sp #urgente

(divulgue para todos em todos os cantos)

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

ATENÇÃO : O Twitter @forcaanaluiza foi suspenso, e por isso peço que siga e indique @_forcaanaluiza_ => é a mesma moderadora, no caso: @crispassinato (autora desse post abaixo que reúne textos, imagens e informações de família e hospital acerca da menina que sofre de câncer raro e queremos salvar).

Fonte: Twitpic da @alesie


As doações podem ser feitas no Banco de Sangue de SP, no hospital AC Camargo (Rua Antônio Prudente, 211 – Liberdade), em nome de Ana Luiza Evelim M C Leite.

Ela está na UTI, tratando uma pneumonia fúngica, mas graças a Deus está sob controle. Como a medula óssea ainda não voltou a funcionar, ela fica muito suscetível a infecções.

Ela tem recebido bolsas de sangue diariamente e precisamos URGENTE repor os estoques de sangue. Época de carnaval é ainda mais difícil…

A família não tem contatos em SP e todos da família são impedidos de doar, por serem de Manaus (sério)
“Sou eu, Carolina, mãe dessa guerreira linda. Serei eternamente grata pela ajuda. A solidariedade de todo”
http://www.vidanormal.blogspot.com/ —-> este é o incrível blog da @ccvarella, mãe da ana luiza. de ler e mudar a visão da sua própria vida.

O apelo de uma mãe:

Olá.

Minha filha está lutando contra um câncer raro (rabdomiossarcoma) desde setembro de 2010. Ela tinha poucas chances de sobreviver (15%), pois o câncer da cabeça, já havia se espalhado por todo seu corpo (pulmões, medula, osso da perna e da coluna). Ela conseguiu se livrar de todas as metástases e do tumor principal em menos de 4 meses, contrariando todas as expectativas médicas. Agora está na ultima etapa do tratamento, que é o transplante autólogo, que destruiu sua medula óssea (produtor de sangue), através de altas doses de medula, para depois ela voltar a funcionar através de células tronco previamente coletas da própria Ana Luiza

Infelizmente, nesse período ela fica sem qualquer defesa e neste momento ela está na UTI, tratando uma pneumonia fúngica. Como o organismo ainda não está produzindo sangue (a medula ainda não voltou a funcionar), ela precisa receber transfusão de sangue 3 vezes ao dia e por isso precisamos de doadores, para repor os estoque.

A época de carnaval é um complicador, além disso, ela precisa receber plaquetas e adoação deste tipo de hemocomponente fica limitada ao tipo sanguíneo dela, que é A negativo.

As doações podem ser feitas no Hospital A C camargo, em São Paulo, na Rua Prof. Antonio Prudente, 211 – Liberdade.

Qualquer dúvida sobre os critérios de doação basta ligar para o hospital 2189 5000, ramal 2233.

Meu celular em SP é  11 6365 6750

Obrigada pela força.


Carolina Coelho Varella
Fisioterapeuta do Trabalho

8 mil pedem doação de sangue a criança no Twitter

Luta de menina de 7 anos sensibilizou internautas; padrasto diz que só pode contar com a rede

05 de março de 2011 | 23h 05

Pedro da Rocha e Rodrigo Martins

A luta de Ana Luiza, de apenas sete anos, contra o câncer sensibilizou usuários do Twitter neste sábado e passou o dia todo como um dos assuntos mais comentados no Brasil. A mãe da menina Carolina Coelho Varella, criou o blog vidAnormal para contar as vitórias e derrotas da menina no combate à doença, e teve, até este sábado, 5, mais de 57 mil visitas ao site.

A garota precisa de doações de sangue para o tratamento. “Ela precisava ontem de 12 doadores de qualquer tipo sanguíneo e de dois doadores de plaquetas A. Mas ela vai precisar de mais, pois vai receber mais”, conta o padrastro da garota, Marcos Varella. Segundo ele, tanto ele como a mãe da garota não podem doar sangue. “Viemos de Manaus. E quem é do norte não pode doar, pois lá é uma região endêmica de Malária.”

A internet, diz Varella, foi uma forma de contornar a questão. “Só nos restou a internet para pedir ajuda, já que nossos amigos e parentes são do norte também”, diz. E, após a criação do blog, internautas começaram a espalhar pedidos pelo Twitter. Neste sábado, foram 8 mil tweets com a hashtag #ForcaAnaLuiza.

Ana Luiza, internada no Hospital A. C. Camargo, em São Paulo, vem recebendo grande quantidade de doação de sangue, segundo uma funcionária do hospital, necessária para o tratamento de seu tipo de câncer, localizado na base do crânio, com metástases – tumores secundários – espalhadas por todo o corpo, como pulmões, vértebras e medula óssea.

A mãe da menina explica no blog que o criou porque “Escrever sobre isso talvez nos ajude a extravasar medos, inseguranças e fraquezas. Ou talvez esse blog ajude amigos, que gostariam de esclarecimentos mais detalhados. Ou ainda, poderá auxiliar, de alguma forma, pessoas desconhecidas dando conforto, esperança, fé, solidariedade ou qualquer tipo de sentimento bom, mesmo que através de uma história tão dolorida.”

Aqueles que quiserem doar sangue para Ana Luiza, devem ir ao Hospital A. C. Camargo, que fará o encaminhamento ao banco de sangue.

* Criei um grupo no Facebook para divulgação de material da campanha da Ana Luiza: http://goo.gl/WzZJF => acesse, participe, discuta, vamos orar juntos todos os dias por ela.  *

Muitos aderiram já à campanha, participe do grupo no facebook #forçaanaluizahttp://goo.gl/WzZJF @ccvarella@mv_mao

orkut – Força Ana Luiza http://bit.ly/eaNzaJ => comunidade do Orkut @ccvarella @mv_mao

http://bit.ly/ecfgdy – vídeo campanha #forçaanaluiza => leia http://goo.gl/J52VS

Matéria, e entrevista da CBN Nacional => http://goo.gl/HoQrz

Twitter criado para ajudar na campanha @forcaanaluiza

Evolução fotográfica do caminho até hoje de Ana Luiza


Jun 2010 – Vida normal


Jul 2010 – Niver de 7 anos (2 meses antes do diagnóstico)


20 Set 2010 – Dia do diagnóstico através da ressonância


Out 2010 – 1º Ciclo de Quimio


Out 2010 – 2º Ciclo de Quimio


Out 2010 – Saindo animada de uma consulta


Nov 2010 – 3º ciclo de Quimio


Nov 2010 – Aguardando alta hospitalar


16 Dez 2010 – Recuperando dos efeitos da quimio


29 Dez 2010 – Em BH


01 Jan 2011 – Ano Novo, Chapéu Novo


18 Jan 2011 – Aguardando na indução anestésica


18 Jan 2011 – Após a cirurgia, ficou apenas 12h na UTI


20 Jan 2011 – Tomando um sorvete de napolitano


jan 2011 – Em casa, após 5 dias da cirurgia.


Fev 2011 – Após implante de cateter central para coleta de células tronco


Fev – 2011 Cateter para coleta de células tronco


Fev 2011 – Alta após colocação do cateter


Fev 2011 – Coleta de Células Tronco


Fev 2011 – Aguardando para fazer a cintilografia óssea pré-transplante
Fonte: VidAnormal – Carolina Coelho Vilella (mãe)
Vídeo do Youtube #ForçaAnaLuiza
Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis. 

#ForcaAnaLuiza, posted with vodpod

Informações de como você pode doar sangue em sua cidade, para várias outras Anas Luizas, infelizmente para a pequena princezinha do Brasil só podemos doar em SP, no Hospital A. C. Camargo para reposição qualquer tipo sanguíneo e para a reposição de plaquetas, só em um Hemocentro (procurar o pai de Ana Luiza via twitter, facebook ou mesmo aqui nos comentários, será tudo repassado para eles):

“Vamos doar?”

Lili Belotti

(colaborando no grupo do Facebook “Força Ana Luiza” – Grupo aberto — forcaanaluiza@groups.facebook.com)

Você conhece a história de Ana Luiza?

Uma menina de 7 anos, vinda de Manaus para tratamento de um tipo de câncer raro e, devido o tratamento, Ana Luiza precisa diariamente de sangue e plaquetas.

A pegadinha é que seus pais, parentes e amigos de Manaus não podem ajudá-la doando, pois Manaus está dentro das áreas de risco para malária, e infelizmente ainda não há um teste confiável para malária, impedindo assim pessoas daquela região de doar em regiões fora do risco de malária.

Por isso, uma grande mobilização através da internet foi iniciada em busca de doadores em São Paulo, e foi assim, através dessa mobilização, que fiquei sabendo de sua história e tive o enorme prazer de ir doar sangue em seu nome e além de tudo, conhecer seus pais e poder dividir (mesmo que por alguns minutos) a expectativa em relação às doações e é claro, ao estado de saúde de Ana Luiza.

Se você quiser saber mais sobre a história deles, é só visitar o bloghttp://www.facebook.com/l/6bae0/vidanormal.blogspot.com/ .

Mas não quero só falar dessa pequena, mas de todos, grandes e pequenos, que necessitam de nossa ajuda com doações de sangue e plaquetas.

Quantos de vocês, que estão lendo esse texto já doaram sangue? Já pensaram na possibilidade , mas nunca o fizeram? Quantos de vocês sabem o seu tipo sanguineo?

Eu sei que alguns tem medos, dúvidas ou até pensam que não será a sua doação que fará a diferença, pois estão enganados. Para ajudá-los a pensar mais sobre o assunto (e quem sabe tomar a decisão de doar), segue alguns esclarecimentos:

Doação de sangue e plaquetas:

Pré-requisitos:

Estar em boas condições de saúde e descanso

Ter entre 18 e 65 anos

Pesar no mínimo 50kg

Estar alimentado, evitando ingerir alimentos gordurosos

Apresentar documento oficial de identidade com foto.

Impedimentos temporários, que cessam logo que deixam de existir:

Estar com gripe ou febre

Estar grávida ou amamentando

Ingestão de bebida alcoólica no dia da doação

Ter feito tatuagem ou piercing sem condições de avaliação de higiene há menos de um ano.

Comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis

O doador de plaquetas não pode ter ingerido AAS, aspirina ou anti-inflamatório há pelo menos uma semana.

Impedimentos definitivos:

Com doença de Chagas e malária

Que tiveram hepatite após os 10 anos de idade

Com histórico de doenças transmissíveis pelo sangue, como sífilis, doenças associadas ao HTLV I/II e AIDS.

Mitos e fatos

Preciso de todo o meu sangue e não posso doá-lo

O organismo de uma pessoa saudável se adequa perda do sangue doado, com a ajuda da ingesto de muito líquido e uma alimentação balanceada, rica em ferro (presente em carnes vermelhas e verduras verde-escuras, como brócolis, couve, espinafre, etc). Uma coleta de sangue retira no máximo 470 ml.Mesmo mulheres menstruadas não precisam se preocupar, a quantidade de sangue perdida na menstruação também é muito pequena e não afeta a doação.

Se tiver alguma doença, não posso doar

O ideal é que o doador esteja saudável, mas nem todo tipo de doença impede a doação. Algumas delas são impedimento temporário, outras impedimento definitivo, e as demais não afetam a doação de sangue. Conheça cada um destes grupos.

Doenças que impedem temporariamente a doação:

Gripe: espere 7 dias após a cura da gripe para doar.

DSTs: aguarde o tempo de cura indicado pelo seu médico (varia de acordo com cada uma).

Doenças que impedem definitivamente a doação:

Hepatite: se  você teve a doença depois dos 10 anos não pode doar sangue. Se foi antes, pode doar normalmente. E se acabou de se vacinar contra hepatite tipo B, espere 48 horas para doar.

Anemia: pessoas anêmicas não devem doar sangue, por isso um teste de anemia é feito em todo doador antes da coleta do sangue.

Diabetes: quem toma ou já tiver tomado insulina para controlar a doença não pode doar sangue. Quem nunca usou insulina pode doar normalmente.

Doar sangue pode prejudicar minha saúde

Doar sangue não engorda nem emagrece, pois nada é injetado na veia. O sangue não afina nem engrossa após a doação, pois o organismo humano é programado para repor a perda na medida certa. Mesmo quem está de regime não deve se preocupar, uma dieta equilibrada é suficiente para manter uma pessoa saudável.

Doar sangue não vicia, este é um mito sem fundamentação. Trata-se de um ato voluntário e altruísta.

Se eu estiver tomando algum remédio, não posso doar

Importante avisar o médico durante a pré-triagem de qualquer medicação que se esteja tomando, ele irá avaliar se isso interfere ou não na doação.

Pode doar:

Quem toma anticoncepcional ou faz algum tipo de tratamento à base de progesterona ou estrogênio.

Quem toma analgésico, anti-inflamatório e remédio para acne. No caso da doação de plaquetas, anti-inflamatórios, AAS e aspirina devem ser evitados uma semana antes.

Não pode doar:

Quem está tomando antibiótico. É preciso esperar 7 dias do fim do tratamento para doar sangue.

Quem toma remédio para pressão alta. Alguns remédios para pressão alta podem interferir na doação, outros não.

É preciso consultar o médico sobre o remédio específico que se está doando.

Doar sangue não é doloroso, não é demorado e não causa mal-estar

A única dor que se sente ao doar sangue é uma picadinha no momento de inserir agulha. Dói muito menos do que tomar uma injeção, por exemplo. A coleta do sangue é feita rapidamente, levando entre 5 e 15 minutos. O procedimento completo (incluindo pré-triagem, triagem, doação, descanso e lanche) leva em média 1 hora. A doação também não causa nenhum mal-estar: não é preciso estar em jejum e após a doação é oferecido um lanche caprichado para repor as forças.

(Fonte: http://www.facebook.com/l/6bae0/www.clubesanguebom.com.br/)

Ajude esse e outras pessoas que precisam do SEU sangue e de SUA plaquetas. Aí mesmo, na sua cidade, no seu país. DOE !

Lili Belotti

Ana Elisa

NOTA

Querido amigos, 

Ana Luiza está internada desde o dia 21/02/2011 para a realização do transplante autólogo, modalidade terapêutica que consiste, basicamente, numa aplicação de altas doses de quimioterapia, que destrói qualquer vestígio celular de câncer, mas como efeito colateral “mata” a medula óssea, órgão responsável pela produção do sangue e seus componentes (leucócitos, plaquetas e hemácias). A falta de produção de leucócitos (responsáveis pela defesa do organismo) deixa-a suscetível a qualquer infecção, o maior risco do procedimento, pois até um resfriado pode dificultar ainda mais o procedimento, que já é muito difícil e doloroso.

A medula volta a funcionar com a infusão de células tronco, previamente coletadas da própria Ana Luiza. A “pega” da medula, como os médicos costumam dizer, ocorre em média, somente a partir do 10º dia após a infusão e enquanto isso não acontece o organismo de Ana Luiza não produz os componentes sanguíneos, necessitando de transfusão de sangue até a sua própria medula voltar a produzi-lo.

A infusão das células tronco hematopoiéticas, ocorreu no dia 01/03/2011. No dia 03/03/2011 ela foi diagnosticada com uma pneumonia fúngica, complicação comum neste tipo de situação e foi encaminhada para a UTI pediátrica para ficar melhor monitorada e recebendo os cuidados necessários para controlar a pneumonia e evitar maiores complicações.

Ela ficará na UTI até a medula voltar a funcionar e em virtude disso, ela tem recebido, diariamente, bolsas de sangue e plaquetas. Por isso a necessidade de doações de sangue.

No dia que divulgamos a necessidade de doação de sangue nas redes sociais (twitter e facebook), precisávamos apenas repor o que ela já havia utilizado, o significava conseguir 12 doadores de sangue.

Pelo fato de sermos procedentes da região norte do país (Amazonas), nenhum de nossos parentes e amigos poderiam doar em São Paulo, pois cidadãos de regiões endêmicas de Malária, não podem doar em regiões não endêmicas.

Além desta dificuldade, Ana Luiza passou a necessitar de 2 bolsas de plaquetas diariamente, fazendo com que o alvo de 12 doadores fosse apenas o começo de tudo e, agora, não podemos fechar uma quantidade específica de doadores, pois ela continuará na UTI por tempo indeterminado recebendo bolsas de sangue.

As pessoas que quiserem doar sangue (de qualquer tipo) e ajudar Ana Luiza nessa fase do tratamento podem fazê-lo em qualquer um destes endereços, bastanto informar seu nome completo (Ana Luiza Evelim Medeiros Coelho Leite):

Hospital A C Camargo
Rua Prof. Antônio Prudente, 211 – Liberdade.
Fone: (11) 21895122

Hospital do Coração
Rua Abílio Soares, 176 – Paraíso
Fone: 3053 5537

Clínica de Sangue de São Paulo
Av. Brigadeiro Luiz Antônio, 2533 – Jd Paulista.
Fone: (11) 3372 6611

A doação de plaquetas pode ser feita na Clínica de Sangue de São Paulo, preferencialmente do tipo sanguíneo A(-) ou qualquer outro tipo, de fator Rh negativo.

Agradeço a todos pela linda campanha em favor da minha filha. E espero que consigamos muito além do que ela precisa, pois sem dúvidas tantas outras pessoas estão precisando de doação de sangue, não apenas em SP, mas em todo o Brasil.

Carolina Coelho

Carolina Coelho @ccvarela

VidAnormal

:: Poesias e Outras Expressões :: Modinha para @forca_ana_luiza– Ana Luiza http://bit.ly/fOEsnZ #forçaanaluiza @ccvarella e @mv_mao carinho

Hospital do Coração


Hospital do Coração
<mapa do local>
Rua Abílio Soares, 176 – Paraíso / Telefone: (11) 3053-6537
Horário: 2ª a 6ª feira das 8:00 às 17:00 h
Estacionamento: Rua Des. Eliseu Guilherme, 147

Clínica de Sangue de São Paulo

Av. Brigadeiro Luiz Antônio, 2533 – Jd Paulista.

Fone: (11) 3372 6611

Clique na imagem abaixo

A doação de plaquetas pode ser feita na
Clínica de Sangue de São Paulo, preferencialmente do tipo sanguíneo A(-) ou qualquer outro tipo, defator Rh negativo.
Que a pequena possa muito em breve voltar para a sua casa, para a sua vida, livre de cirurgias, agulhadas e efeitos das quimioterapias. Curada para sempre.

Mais detalhes no blog http://vidanormal.blogspot.com/

Escrito pela mãe da guerreirinha.


 

Read Full Post »


2ª Caminhada de Apoio ao Paciente de Doenças Raras

via TOPBLOG 2010 | Educação.

Read Full Post »


Caros leitores, tento sempre conversar com meus alunos, há anos uso as ferramentas e TICs de ensino à distância para me aproximar de alunado distante de mim, as redes sociais me auxiliam e com a utilização delas é que me deparo com algumas práticas que são perniciosas e devemos atentar e alertar aos pais e professores que detectem por aí para que não vitimizem alunos ou mesmo causem transtornos maiores às famílias envolvidas.

Trata-se de um fenômeno que é comum, mas não deveria, a criação de personagens, fakes, pessoas que se fazem passar por outras, pessoas que usam do anonimato para se aproximar de outras se fazendo passar por alguém muito querido ou mesmo para atacar pessoas…

Cuidado, isso é doença e precisa ser combatida e quando detectada bloqueada.

Leiam os artigos abaixo e cuidem para que não ocorra com você a proximidade de indivíduos que sejam doentios ou mesmo usem práticas dessas para se aproveitar aqui pela internet.

Cuidado!

Ahhh…os famosos ‘termos técnicos’…como eles simplificam tudo….

http://starofthemorning.spaceblog.com.br/682350/Pseudolalia-Doenca-da-mentira/

http://es.wikipedia.org/wiki/Mitoman%C3%ADa

Caderno R Mulher

via Pseudolalia – Doença da mentira e Mitomania – Quem acredita nas próprias mentiras….

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: